quinta-feira, 10 de julho de 2014

Coisas de menino

Quando eu era menino, falava como menino, sentia como menino, discorria como menino, mas, logo que cheguei a ser homem, acabei com as coisas de menino.
1Coríntios 13.11

Estive pensando, o que faz um menino ou uma criança, ela é infantil, ou seja, faz birra, implica, pensa mal, faz coisas de propósito, enfim não tem maturidade. Muitas vezes quantos de nós não agimos assim? Deus nos manda fazer algo e fazemos exatamente o contrário. Ou até mesmo, alguém nos diz uma palavra e interpretamos mal. O meu pastor diz o seguinte: Tente interpretar as coisas da melhor maneira possível.
E o que isto quer dizer? Por exemplo, se alguém passou por você e não falou, talvez não seja de propósito.
Você pode ter entendido mal uma ação ou certa atitude, muitas vezes alguém nos dá uma repreensão com a intenção de nos ajudar no futuro. Pare de fazer joguinhos, se ele(a) não ligou pra mim também não ligo, não ligo não ligo. Vou fazer birra. São todas essas coisas que o apóstolo Paulo fala neste texto. E se analisarmos de uma forma mais minuciosa iremos ver a amplitude dessa metainformação. Vejamos os verbos que são utilizados: Era, ou seja agora não é mais, tem que se tomar uma nova atitude. Falava, o que dizemos tem que ser coisas construtivas. Sentia: Ou seja, ter as sensações de homem de uma pessoa madura, estar preparado para o que tem de ruim ou de bom que vida nos oferece. Discorrer: Correr em diferentes direções, espalhar-se, ou expor, ou seja ter uma visão mais ampla de homem e não de menino. Aí tem um mas. Esses mas é diferente do mais. Mas é uma conjunção adversativa um ponto de inflexão, é onde toda a vida de Paulo e a nossa também muda. Quando ele tem um encontro com Cristo e muda de atitude.

Filipenses 3.13-14
Irmãos, não penso que eu mesmo já o tenha alcançado, mas uma coisa faço: esquecendo-me das coisas que ficaram para trás e avançando para as que estão adiante,
prossigo para o alvo, a fim de ganhar o prêmio do chamado celestial de Deus em Cristo Jesus.

Então ele passa a ser homem e acaba com as coisas de menino, ou seja, não tem medo de cara feia, não tem medo se alguém se opor a ele, enfim tem atitudes maduras e consegue enfrentar todas as dificuldades.

Sei estar abatido, e sei também ter abundância; em toda a maneira, e em todas as coisas estou instruído, tanto a ter fartura, como a ter fome; tanto a ter abundância, como a padecer necessidade.
Filipenses 4:12

Acabei com as coisas de menino, por vontade própria, não devemos colocar nas responsabilidade de Deus o que é de nossa ossada, fazemos nossa parte que é o possível, quando chega o impossível somente Deus faz.

Neste capítulo 13 ele fala sobre o amor mas do amor neste caso o amor ágape. Tem um artigo que fala sobre isto:

http://www.amor.com.br/tipos-de-amor/

Quando Deus entrou na vida de Paulo, ele deixou as coisas de menino.


Porque estou certo de que, nem a morte, nem a vida, nem os anjos, nem os principados, nem as potestades, nem o presente, nem o porvir,
Nem a altura, nem a profundidade, nem alguma outra criatura nos poderá separar do amor de Deus, que está em Cristo Jesus nosso Senhor.

Romanos 8:38-39

Em tudo somos atribulados, mas não angustiados; perplexos, mas não desanimados.
Perseguidos, mas não desamparados; abatidos, mas não destruídos;

2 Coríntios 4:8-9

Enfim, precisamos que esta mesma mudança que Paulo teve também ocorra em nossas vidas, para isto precisamos confessá-lo e aceitá-lo como salvador de nossas vidas, sabendo que ele é o caminho e não o atalho.

Respondeu Jesus: "Eu sou o caminho, a verdade e a vida. Ninguém vem ao Pai, a não ser por mim. João 14.6


Nenhum comentário:

Postar um comentário

HOME

Seguir O Blog Se você encontrar algum link sem funcionar favor nos informe: daniel.alvesb@gmail.com Nossa Página no Facebook: https://...